Resquícios de um vício secreto

“Ela tentava se ver através do próprio corpo. Por isso, passava longos momentos diante do espelho. E como temia ser surpreendida pela mãe, esses olhares traziam a marca de um vício secreto.

Não era a vaidade que a atraía para o espelho, mas o espanto de se descobrir nele. (…)

Contemplava-se demoradamente, e o que a contrariava às vezes era encontrar em seu rosto alguns traços da mãe.  Então olhava-se mais obstinadamente e dirigia sua vontade para se abstrair da fisionomia materna, fazer dela tábua rasa e só deixar subsistir em seu rosto aquilo que era ela mesma. Quando conseguia, era um momento inebriante: a alma subia à superfície do corpo, (…) cantando em direção ao céu.”

Milan Kundera – A Insustentável Leveza do Ser

TL

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: